7 ótimos motivos para DIMINUIR o consumo de plástico

Segundo as Nações Unidas, podemos ter mais plástico do que peixes nos oceanos até 2050.

Nathan Rodrigues

01/04/2019 às 14h38 - segunda-feira | Atualizado em 04/04/2019 às 14h48

Precisamos reavaliar o consumo de plástico. Nós, do Portal Boa Vontade, já tratamos por aqui os prejuízos causados pelo descarte incorreto do material — e não são poucos, hein?

O plástico é o grande vilão da poluição dos oceanos, rios e lagos, por exemplo. Segundo as Nações Unidas, se isso não for solucionado, teremos mais plástico do que peixes nos oceanos até 2050.

No esforço de combater a poluição plástica, o Parlamento Europeu aprovou, no último mês, a proibição do consumo de uma série produtos plásticos nos países que formam o bloco.

A lista tem dez itens e inclui cotonetes, pratos, canudos, copos, recipientes para alimentos e bebidas. A proibição passa a valer a partir de 2021.

Leia a matéria completa, na Agência Brasil.

Pensando nisso, selecionamos 7 ótimos motivos para convencer você de que é preciso diminuir o consumo de plástico.

1. DECOMPOSIÇÃO DEMORADA

Como não existe coleta dos copos plásticos, eles acabam sendo jogados em aterros sanitários comuns e isso também é um risco.

Os materiais plásticos não são biodegradáveis e demoram cerca de 400 anos para se decompor. Tente pensar dessa maneira: você, seus filhos e netos vão envelhecer e aquele produto — copo plástico, canudo ou cotonete — ainda estará lá.

2. ESCOLHA NADA SUSTENTÁVEL

A vida útil de muitos produtos plásticos é curta demais, o que é contraditório, se levarmos em conta o tempo que eles demoram para se decompor, como explicado no item anterior. O tempo médio de uso de um copo plástico, por exemplo, é de apenas 13 segundos!

Shutterstock

Está aí mais um motivo para não usar copos plásticos descartáveis...

3. SÃO PREJUDICIAIS À SAÚDE

O consumo de plástico pode fazer muito mal à nossa saúde, sabia? Algumas substâncias usadas na fabricação do canudo plástico são cancerígenas — mesmo que sejam rotulados como “livres de BPA”, o Bisfenol A.

Já os copos plásticos descartáveis, quando estão em contato com líquidos quentes como o café, podem liberar uma quantidade preocupante de estireno, que também pode causar câncer.

4. MACHUCAM OS ANIMAIS

Em uma pesquisa rápida na internet, você poderá encontrar muitos conteúdos que demonstram o quanto os produtos plásticos podem fazer mal aos animais. Este triste vídeo viralizou e mostra o sofrimento de uma tartaruga marinha, que inalou um canudinho.

Isso acontece porque os animais marinhos não distinguem os materiais de outros alimentos, podendo causar contusões, ferimentos na boca e nos olhos, hemorragia e levar à morte.

5. É POUCO RECICLADO

O plástico é o resíduo sólido urbano menos reciclado em todo o mundo, de acordo com pesquisa feita pela Universidade Federal de Alfenas (Unifal), em Minas Gerais. No Brasil, o índice de reciclagem não passa de 20%. Muito pouco.

E a reciclagem de plástico pode produzir uma série de materiais legais...

6. TONELADAS DE LIXO

Se há muito consumo de plástico, teremos muito lixo produzido. Dos mais de 78,3 milhões de toneladas de resíduos sólidos produzidos pelo Brasil por ano, 13,5% — ou 10,5 milhões de toneladas — são de plástico. Os dados são do Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selurb).

divulgação

E o levantamento ainda reforça que esse lixo é destinado incorretamente, passando longe da reciclagem, como mostramos no item anterior.

7. POLUI A ÁGUA E O AR!

Já citamos que a poluição da água tem o plástico como grande vilão. O que você pode não saber é que o consumo de plástico também contribui para a poluição do ar.

divulgação

Para deteriorar os canudos, há quem recorra à queima desses materiais. O problema é que isso emite dioxinas nocivas à saúde e ao meio ambiente. Isso é preocupante, mas há muitas maneiras de combater a poluição do ar, tá? o/

CONSUMO DE PLÁSTICO E VIDA SUSTENTÁVEL

Sabemos que o plástico está presente em diversos tipos de produtos, nos mais variados formatos. Ele é leve, flexível, moldável, barato e pode ser reciclado.

No entanto, queremos enfatizar que a produção, descarte e consumo de plástico podem gerar muitos impactos negativos, causando efeitos indesejáveis ao meio ambiente e a nós, seres humanos.

Por isso, é fundamental repensar o uso do plástico. Há maneiras de evitar a produção exagerada de lixo e o consumo exagerado. A CARTILHA DE SUSTENTABILIDADE prevê uma série mudanças simples e eficazes, como as listadas aqui:

+ Conheça os 3 processos básicos da reciclagem
+ 4 maneiras criativas para reutilizar sacola plástica
+ Como fazer descarte de roupas (corretamente!)
+ Compostagem: o que é, como funciona e como fazer
+ O que é plantio sustentável e quais são os benefícios
+ 10 formas de poluir menos o planeta Terra
+ Conheça 4 apps para economizar água

Está na hora de pensar no futuro de nossa morada coletiva, o Planeta Terra!

CONSCIENTIZAÇÃO, JÁ!

Alexandre Salles

Muito mais que o consumo de plástico, precisamos repensar nossas atitudes como um todo. Não à toa, o jornalista, radialista e escritor Paiva Netto alerta, há décadas, para o fato de que “a destruição da Natureza é a extinção da Raça Humana”, propondo a reeducação com Espiritualidade Ecumênica como acertado caminho ara o desenvolvimento sustentável de nossas ações.

Capa do livro É urgente reeducar!, do educador Paiva Netto, lançado na 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Em seu livro, “É urgente reeducar” — que ganhou, inclusive, uma versão em espanhol —, elucida: “No ensino reside a grande meta a ser atingida, já! E vamos mais longe: “somente a Reeducação, até mesmo dos educadores”, como preconizava o jornalista, radialista, poeta, pregador religioso e político Alziro Zarur (1914-1979), é capaz de garantir-nos tempos de prosperidade e harmonia”.

Você pode acompanhar outros textos acompanhando o Blog do Paiva Netto.

O Irmão Flexa Dourada (Espírito), em mensagem publicada na revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!, nº 131, de abril de 2018, afirmou:

"Os atos humanos impensados vão se agravando, vão piorando tudo, e a Natureza não resiste. A Natureza vai responder a tudo isso. Os Protetores Espirituais dos oceanos, das matas, da fauna e da flora estão todos muito preocupados, porque o desequilíbrio na Humanidade é grande. A ação humana está despejando muito, muito mal os seus sentimentos".

Vamos pensar com mais carinho no Planeta Terra, tá?