7 dicas para navegar com segurança na internet

Segurança digital é coisa séria! Confira aqui algumas dicas para se prevenir dos riscos e ter uma navegação segura.

Gabriele de Barros

10/09/2018 às 11h27 - segunda-feira | Atualizado em 29/10/2019 às 17h13

Navegar com segurança na internet se tornou uma das prioridades dos internautas, uma vez que diversos riscos foram identificados. Fraudes, roubo e vazamento de dados e informações, ataques a perfis nas redes sociais e a disseminação de vírus são alguns dos problemas que afetam milhares de pessoas todos os dias.

Apesar de facilitar a busca de informações, a compra de produtos e a comunicação com o mundo todo, os perigos da internet são muitos e podem afetar não só os dispositivos navegadores, como também a vida pessoal de quem os usa. 

Por isso, é importante ter atenção, principalmente com relação aos jovens e crianças, aos sites acessados, às amizades feitas online e diversos outros perigos.

De acordo com a pesquisa TIC Educação, realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), somente 44% dos estudantes de escolas públicas receberam orientações dos professores sobre como usar a internet de forma segura. E um percentual ainda menor, sendo 33%, diz que os docentes falaram sobre o que fazer se algo os incomodasse na rede.

A pesquisa mostra que o cenário é diferente nas escolas públicas e particulares. Nas privadas, 68% dizem ter aprendido com docentes sobre segurança na rede e 59% terem recebido orientações para agir caso algo os incomode.

Portanto, é fundamental o internauta ficar atento a essas armadilhas para que consiga navegar com segurança na internet. Nós, do Portal Boa Vontade, trouxemos algumas dicas de prevenção.

1- EVITE DIVULGAR INFORMAÇÕES PESSOAIS

Shutterstock

Evite cadastrar dados como endereço, telefone e número de documentos nas redes sociais ou em qualquer serviço em que um desconhecido pode acessar suas informações. Dessa forma, você se previne contra o roubo de informações e dados pessoais. ;)

2 - CUIDADO AO ACESSAR A SUA CONTA BANCÁRIA PELA INTERNET

Shutterstock

Verifique se o endereço do site pertence mesmo ao serviço bancário e siga todas as normas de segurança recomendadas pelo banco. Ah, outra dica: evite fazer isso em computadores públicos ou redes de wi-fi públicas.

3 - NÃO INSTALE PROGRAMAS PIRATAS EM SEU COMPUTADOR 

Shutterstock

Esse tipo de produto oferece diversos riscos para uma navegação segura na internet, uma vez que, junto com o programa, você pode ganhar de brinde os tão temidos vírus. Como assim? Quando um determinado aplicativo é alterado para a distribuição ilegal, pode ser modificado para incluir um vírus junto com a instalação.

4 - ATENÇÃO AO UTILIZAR O CARTÃO DE CRÉDITO EM COMPRAS ONLINE 

Shutterstock

Faça compras online em sites de confiança, assim os riscos de algo dar errado são menores. Caso esteja interessado em um produto vendido em um site desconhecido, faça uma pesquisa para descobrir qual o feedback que outros clientes deram sobre o serviço — além de algumas medidas de segurança, como o certificado de privacidade de dados, aquele cadeado, sabe?

É importante conferir isso, tá! ;)

5 - TOME CUIDADO COM DOWNLOAD DE ARQUIVOS 

Shutterstock

O armazenamento de arquivos online é uma das formas mais comuns de se obter vírus ou arquivos nocivos em sua conexão. Com isso, os riscos de se navegar com segurança na internet fica muito prejudicado. Para evitar problemas, faça apenas o download de arquivos em sites confiáveis, com remetentes conhecidos ou plataformas seguras.

6 - EVITE ANÚNCIOS DUVIDOSOS

shutterstock

Estes são os grandes responsáveis por diversos problemas com vírus e perda de segurança na internet, podendo envolver a invasão de dados e a contaminação de arquivos. Sabe aqueles pop-ups ou banners que aparecem pulando em sua tela, tanto no computador quanto no celular, durante uma navegação por um site ou aplicativo? Ignore-os.

7- ATENÇÃO COM OS E-MAILS FALSOS 

shutterstock

À primeira vista, os correios eletrônicos falsos passam a impressão de serem reais, às vezes apresentando comunicados a respeito de um determinado serviço, mensagens oferecendo prêmios, ou simplesmente contendo um link que, além de ter uma grande possibilidade de reter vírus, também pode levar o usuário a uma página falsa, onde será solicitado senhas ou dados de pagamento. Com isso, os hackers têm acesso ilimitado às informações pessoais do internauta.

Cyberbullying e suas consequências na internet

A tecnologia, que conecta as pessoas por meio da internet e suas redes sociais, pode ser uma grande causadora de problemas. Prova disso é que episódios envolvendo bullying virtual, difamação e entre outros, tem ganhado espaço entre os jovens.

Shutterstock

Uma pesquisa realizada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) revelou que um em cada três jovens de 30 países já sofreram bullying na internet.

O estudo foi desenvolvido com mais de 170 mil pessoas com idade entre 13 e 24 anos, e dentre as que responderam, 36% disseram que já sofreram violência virtual e 19% afirmaram que já faltaram a aulas devido ao cyberbullying.

Apesar dessa prática não consistir em agressões físicas, ela é tão danosa quanto o bullying nas escolas, no trabalho e em outros ambientes. Atingindo o psicológico da vítima, essa prática pode resultar nos seguintes sintomas: distúrbios de sono, transtornos alimentares, ansiedade, depressão, irritabilidade e etc.

Portanto, é importante adotar medidas preventivas contra o cyberbullying:

PARA OS PAIS E RESPONSÁVEIS

- Instruir os jovens a não aceitar convites de pessoas que não conhecem nas redes sociais;

- Instalar programas que controlem o acesso a determinados sites;

- Monitorar os sites acessados;

- Se atente a mudanças de comportamentos e atitudes do jovem.

PARA OS JOVENS

- Não compartilhar informações pessoais;

- Comunicar aos pais e/ou responsáveis caso seja vítima de alguma agressão virtual;

- Não aceitar solicitações de pessoas desconhecidas;

- Ter empatia nas redes sociais e não fazer com os outros aquilo que não quer que seja feito com si próprio.

Com essas dicas, você vai conseguir navegar com segurança na internet! \o/

LEIA MAIS:

No Dia Mundial da Internet Segura, cuidado com a superexposição na web
Selfiemaníacos: será que você é um?
Caridade 2.0: 4 maneiras de compartilhar boas ações na internet
#VocênoPortal: internautas comentam relação das famílias com a internet