Depressão é doença tratável; por isso, resista ao desespero!

Rafael Bruno Abrantes Ferro

13/01/2015 às 12h14 - terça-feira | Atualizado em 22/09/2016 às 16h04

Ninguém pode negar que a vida apresenta muitas dificuldades. Sempre existem aqueles momentos decisivos na existência: doenças, desemprego, desânimo... O sofrimento chega e se apresenta para uma visita. E o que fazemos quando isso acontece? Muitas vezes, o quadro que se forma a partir desse contexto é a depressão. O assunto exige tanta atenção que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença é a segunda maior causa de perda de qualidade de vida e, no ano de 2020, será tão comum quanto a dor nas costas. Somente no Brasil, afeta mais de 36 milhões de pessoas.

Mas identificar o quadro clínico não quer dizer que seja fácil de ser superado. Definida como um transtorno mental comum, a depressão é caracterizada por tristeza, perda de interesse, ausência de prazer, oscilações entre sentimentos de culpa e baixa autoestima, além de distúrbios do sono ou do apetite. Também há a sensação de cansaço e falta de concentração, podendo ter longa duração ou ser recorrente. Os casos de depressão leve podem ser tratados sem medicamentos, mas, na forma moderada ou grave, as pessoas precisam de medicação e tratamentos profissionais. Assim, quanto mais cedo começa o tratamento, melhores são os resultados.

Resista à angústia!

As decepções e os desenganos gerados por essas situações podem provocar agonias e o sentimento de solidão; nesses casos, o desespero pode bater à porta. Mas resista! O presidente-pregador da Religião Divina, José de Paiva Netto, explica: "Nunca julguemos estar abandonados neste mundo, e nem no Outro, no qual a existência prossegue eternamente. Razão por que o suicídio é um grande engano, pois a criatura que infelizmente o pratica acorda, do Outro Lado, mais viva do que nunca, e com as responsabilidades e as dores multiplicadas".

 

+ Paiva Netto escreve: "Prevenção ao suicídio"
+ "Memórias de um suicida" e o resgate para a alma

Uma doença tratável

Em entrevista ao Portal Boa Vontade, a psicóloga e psicoterapeuta dra. Triana Portal, da Sociedade Brasileira de Psicologia, destacou: "A depressão é uma doença que afeta o estado de humor da pessoa. Dentre os seus sintomas, pode causar apatia, vitimização, sensação de incapacidade, entre muitos outros".

Contudo, algumas medidas podem ajudar e muito no cotidiano: "A religiosidade ajuda muito. Com a prática da oração, da meditação, a pessoa que se apega à sua fé recebe palavras positivas, ganha mais forças e motivação para vencer os desafios".

O conforto de Jesus

Na Oração Ecumênica do Pai-Nosso, aprendemos com Jesus, o Cristo Ecumênico — isto é, universal —, o Divino Estadista, a sempre buscar "não cair em tentação" (Evangelho segundo Lucas, 11:4). Isso, no nosso dia a dia, representa não querer sempre facilidade, mas, diante da dor, aprender a buscar a solução em Deus e nunca desistir de viver.

No livro Como vencer o sofrimento, o escritor Paiva Netto, presidente-pregador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, afirma: "Deus permite a dor, não para a nossa ruína, porém como remédio eficaz para os males que nós próprios, muitas vezes, construímos. Ela existe para nos devolver o equilíbrio de Alma, como a febre é a reação do organismo à invasão da doença".

Após reconhecer que as dificuldades não são, portanto, uma "pedra de tropeço", mas surgem para nosso engrandecimento espiritual e moral, eis um passo importante para superar as dificuldades: entender que somos capazes de suplantar os desafios do cotidiano.

Ajuda que vem do alto

Vibrar na faixa do Divino Provedor abre espaço para que os Espíritos de Deus, que desejam sempre nos ajudar, possam efetivamente nos intuir, no sentido de vencermos os desafios de todo dia. O Irmão Dr. Bezerra de Menezes (Espírito), na seção Voltamos! — A Revolução Mundial dos Espíritos de Luz, na edição 115 da revista Jesus Está Chegando!, pede, na matéria intitulada "Ligação bendita com o Celeste Universo": "Equilibrem seus corações, e assim os Anjos Guardiães Benditos conseguirão desobstruir seus canais de sensitividade com leveza e Boa Vontade".

Arquivo

Em "Salve, Jesus!", na mesma publicação, o Irmão Flexa Dourada (Espírito), na página "Sabedoria do coração", também ressalta a qualidade do contato com a Humanidade ainda invisível: "Quanto mais [os seres humanos] estiverem afinados com o Mundo Espiritual Superior, mais andam, mais caminham, mais encontram a Luz de Deus. Todos têm que acreditar em suas capacidades, porque os Espíritos afins, que estão do Outro Lado e próximos de cada um, vão dar toda a ajuda".