Em 1994, Paiva Netto inaugurava o ParlaMundi da LBV

O espaço serve como fórum irrestritamente ecumênico para o entendimento definitivo entre os povos da Terra, tratando de todas as questões fundamentais da vida.

Da redação

23/12/2019 às 13h40 - segunda-feira | Atualizado em 23/12/2019 às 15h52

A fim de servir de fórum irrestritamente ecumênico para o entendimento definitivo entre os povos da Terra — tratando de todas as questões fundamentais da vida, sejam de ordem social, humana ou espiritual —, Paiva Netto entregava à Humanidade, no fim de 1994, o Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica, o ParlaMundi da LBV, em Brasília/DF.

+ Edição especial da revista BOA VONTADE relembra outros fatos históricos da LBV

Quem ali compareceu dificilmente esquecerá a forte emoção que tomou conta de mais de 100 mil pessoas que prestigiaram o evento, em toda a área da praça diante do Conjunto Ecumênico da LBV na capital do País.

Paiva Netto (centro do palco) inaugura o Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica, em Brasília/DF, Brasil, em 25 de dezembro de 1994, Natal de Jesus —, com mais de 100 mil pessoas superlotando a Praça da Paz e arredores

À zero hora de 25 de dezembro, no momento de maior elevação do Natal de Jesus, o dirigente da LBV surgiu na sacada superior — de onde acompanhou, emocionado, o belíssimo canto de mais de 500 vozes de crianças e jovens, que interpretaram a magnífica composição Jesus!, de autoria dele, em homenagem ao nascimento do Divino Mestre. Acendendo as luzes do edifício, num ato de autêntico simbolismo, pediu ao Cristo de Deus que irradiasse Sua aura sobre as Almas que adentrassem o ParlaMundi decididas a não mais caminhar na escuridão dos erros humanos. Ao encerrar a cerimônia, houve grande queima de fogos.

Às 15 horas, acompanhado por convidados do Brasil e de vários países, como Argentina, Paraguai, Uruguai, Bolívia, Colômbia, Estados Unidos, Portugal, França, Polônia e Rússia, o diretor-presidente da LBV descerrou oficialmente a placa de inauguração do Parlamento Ecumênico, cujas portas, como no TBV, estão abertas a todos os Seres Humanos e Espirituais. No caminho, Paiva Netto e os representantes de várias nações foram saudados com pétalas de rosas, jogadas por crianças em trajes típicos de muitos países. Estavam presentes autoridades, parlamentares, diplomatas, sacerdotes, jornalistas brasileiros e estrangeiros.

O líder da LBV, ao explicar a missão desse fórum, ressaltou: "(...) Nesse Parlamento, cizânia, radicalismos, hostilidades de todos os matizes devem permanecer afastados dos debates e das proposições religiosas, filosóficas, políticas, científicas, econômicas, artísticas, esportivas, e o que mais o seja, pois o Ser Humano nasce na Terra para viver em sociedade, Sociedade Solidária Altruística Ecumênica. (...)".

E acrescentou: "A proposição do Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica visa também conciliar o conhecimento vigente no mundo físico com o saber infinitamente amplo, situado na dimensão do Espírito Imortal, numa poderosa força a serviço dos povos (...)".

"Isto é só o princípio!"

Na oportunidade, Paiva Netto, diante dessa grande conquista, indaga ao público presente: "Vocês estão satisfeitos?". O povo responde, em coro: "Estamos!". O líder da LBV questiona mais duas vezes: "Estão?". Obtém a mesma resposta e, entusiasticamente, conclui: "Pois eu não estou, não! Isto é só o princípio!". É uma marca pessoal de Paiva Netto jamais se acomodar e sempre levar ao povo novos desafios na prática do Bem.

Aspectos arquitetônicos

O prédio do Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica tem uma área construída de 3.500 metros quadrados. O edifício segue o formato do conjunto do TBV e reúne em sua composição cinco pavimentos: três subsolos, um piso intermediário e um nível superior. Tanto na parte externa quanto interna, o visitante encontra uma série de jardins. O local abriga, ainda, três auditórios com capacidade para 500, 300 e 150 lugares, que, com o Salão Nobre, compõem os espaços destinados à realização de debates e eventos da cultura universal. 

Visite o Templo da Boa Vontade e o ParlaMundi da LBV, localizados em Brasília, DF, lotes 75 e 76 do SGAS 915. Informações: (61) 3114-1070.