Sem medalhas, Brasil fecha mais um dia em Tóquio

Rafael Araújo

28/07/2021 às 14h49 - quarta-feira | Atualizado em 28/07/2021 às 15h05

Comitê Olímpico Internacional

Nesta noite de terça-feira, 27, a delegação brasileira esteve presente em diversas arenas. Destaque para a natação. Leonardo de Deus entrou na piscina na final 200m borboleta e ficou apenas com o sexto lugar. Na outra final, 4x200m, o time brasileiro terminou em oitavo lugar e ficou sem medalha.

No vôlei de praia, Ana Patrícia e Rebecca não superaram no set decisivo a dupla da Letônia e as brasileiras conheceram a primeira derrota nos Jogos de Tóquio. 

Das areias, para o tatame. A modalidade com maior número de medalhas para o Brasil na história dos Jogos Olimpicos, o judô esteve em ação na categoria até 90kg e Rafael Macedo foi derrotado em 30 segundos para o judoca do Cazaquistão, Islam Bozbayev. Na categoria até 70kg, Maria Portela estreou com vitória sobre Nigara Shaheen, da Equipe Olímpica de Refugiados. Na sequência, Portela foi eliminada no combate mais longo dos Jogos Olímpicos. A brasileira perdeu para a russa Madina Taimazova. A brasileira reclamou de um wazari que não foi computado. Polêmica!

Entrando pela madrugada de quarta-feira, 28, no boxe, o brasileiro Keno Marley entrou no ringue, venceu um adversário chinês e carimbou a classificação para às quartas de final.

Comitê Brasileiro Olímpico

Modalidade Vela

Nas águas de Tóquio, A vela brasileira segue na briga por medalha.

No futebol masculino, a seleção do técnico André Jardine, venceu sem sustos, pelo placar de 3 a 1, a  Arábia Saudita. Matheus Cunha e Richarlison, duas vezes, marcaram para a seleção brasileira. O Brasil vai enfrentar o Egito, nas quartas de final, no próximo sábado.

CBF

Jogadores brasileiros comemoram gol em partida pelos Jogos Olímpicos de Tóquio

O vôlei masculino conheceu a primeira derrota em Tóquio. Vitória dos Atletas da Rússia por 3x0. 

O handebol masculino perdeu mais uma. O Brasil foi derrotado para a Espanha por 32 a 25.

A ginástica também brigou por medalha na final individual masculino, mas ficou distante do pódio. Diogo Soares ficou em vigésimo lugar e Caio Souza acabou em décimo sétimo. 

O tenista de mesa Hugo Calderano foi em busca da vaga da semifinal dos Jogos. O brasileiro duelou com o alemão Dimitrij Ovtcharov e acabou derrotado. Calderano fez história com o melhor desempenho do Brasil no tênis de mesa na história dos Jogos.

O Brasil fecha o dia sem medalhas, mas com esperança de pódio para os próximos dias.