Homenagem ao veterano Músico Legionário Geraldo de Paiva Rio

Da redação

09/09/2020 às 20h14 - quarta-feira | Atualizado em 10/09/2020 às 09h44

Arquivo Pessoal

Retornou, nesta quarta-feira, dia 9 de setembro, aos braços do Criador, o Legionário da Boa Vontade de Deus Geraldo de Paiva Rio, aos 88 anos. Cantor e compositor legionário e assessor administrativo nas Instituições de Boa Vontade (IBVs), Geraldo está entre os Irmãos veteranos que mais colaboraram com o diretor-presidente da LBV, José de Paiva Netto, na saga de expansão da Instituição no meio cultural. 

Natural do Rio de Janeiro, foi recebido em sua trajetória terrena pelos amorosos pais Alcides e Ilpe Paiva Rio, dois saudosos legionários da Boa Vontade de Deus. E logo cedo foi apresentado a esse Ideal Sagrado que carregou sempre em seu coração. Da infância, também levou para a vida o bom gosto da cultura popular brasileira.

Reprodução BV
Geraldo de Paiva Rio durante cena do clipe da música legionária "Em qualquer circunstância, pensem logo em Jesus!", exibido no Espetáculo Música Legionária, em 2017.

Assim, logo delineou sua trajetória na Música. Tornou-se autor de inúmeras composições de sucesso em variados estilos como sambas, valsas, guarânias e marchas. Pertenceu também aos famosos grupos musicais Quatro ases e um coringa e também Os Boêmios - e, com esse último, gravou com grandes nomes da Música Popular Brasileira, a exemplo de Emilinha Borba, a eterna rainha do Rádio. 

Reprodução BV
Alegria durante o clipe "É o Brasil de novo", de composição e interpretação do próprio Geraldo, com a participação do Coral Ecumênico Infantojuvenil Boa Vontade e da Juventude Ecumênica da Boa Vontade de Deus. 

Na Música Legionária, deixou imortalizadas inúmeras composições que representam toda a sua dedicação e Amor por esse Ideal do Cristo. Autor de canções que são ouvidas na Super Rede Boa Vontade de Comunicação (Rádio, TV e canais na Internet), suas letras e melodias sempre exaltaram o avanço da LBV e a espiritualidade ecumênica da Religião Divina. 

Amigo fiel ao Irmão José de Paiva Netto, bem como ao saudoso fundador da LBV, Irmão Alziro Zarur (1914-1979) ao trabalhar diretamente com ele na década de 1970, Geraldo segue agora sua nova jornada, amparado pelas Boas Obras que praticou aqui na Terra e reencontrando grandes intérpretes e compositores da Música Legionária, como o Professor Darcy Augusto Malheiros, Joaquim Barreto, Pedro Macedo, Antônia Damásio Abrantes, Chico Moreno, João Barbosa, Ivette Rodrigues, Izaura Vargas Lombardi, Eva Reis, Antônio Eustáquio, Edno Raimundo da Rosa e Antônio Clariano.

Ao seu Espírito Eterno, as homenagens da Família Legionária, em especial de seu Diretor-Presidente, extensivas aos seus filhos Flávio, Leila, Evandro e Marcelo, e seus demais familiares e amigos.