Fórum infantil discute “Deveres e direitos de Cidadãos Ecumênicos”

A abertura do 17ª edição do Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus, da LBV, ocorrerá em todo o Brasil e em diversos países, em 30 de março.

Da redação

23/01/2019 às 15h38 - quarta-feira | Atualizado em 15/02/2019 às 11h34

No dia 30 de março, sábado, milhares de crianças participarão da abertura do 17º Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus, da LBV, que ocorrerá em todo o Brasil e em diversos países, sob o tema “Nossos deveres e direitos de Cidadãos Ecumênicos”. A temática faz parte de uma série de reflexões a ser promovida pela Legião da Boa Vontade ao longo de 2019 e início de 2020.

Vivian R. Ferreira

O ponto alto da cerimônia será a mensagem fraterna e ecumênica dirigida à garotada e às famílias pelo diretor-presidente da LBV, José de Paiva Netto, a ser transmitida pela Super Rede Boa Vontade de Comunicação (Rádio, TV, aplicativo Boa Vontade Play e internet).

O fórum é protagonizado por crianças e consiste em atividades como rodas de conversa, debates, dinâmicas, jogos, apresentações teatrais, coreográficas e musicais, painéis temáticos e mostras culturais. Tudo isso, permeado pelo slogan “Todo dia é Dia da Criança”, título de importante artigo de Paiva Netto, criador do fórum e que, na ocasião, transmitirá uma mensagem fraterna e ecumênica dirigida ao coração das crianças e ao de suas famílias.

As atividades da 17ª edição do Fórum vão ocorrer nos Centros Comunitários de Assistência Social e nas escolas da LBV, bem como nas Aulas de Moral Ecumênica (AMEs) realizadas nas Igrejas Ecumênicas da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, entidade parceira na realização do encontro.

Vivian R. Ferreira
     

Sobre o evento

Com o objetivo de promover o protagonismo infantojuvenil, o educador Paiva Netto lançou o Fórum Internacional dos Soldadinhos de Deus, da LBV, como carinhosamente são chamadas as crianças na Instituição. A iniciativa visa mobilizar a garotada a utilizar a criatividade, a aprender e a refletir sobre temas atuais da sociedade incluindo nas ações a vivência de valores espirituais, éticos e ecumênicos.

Ao criar este espaço dedicado aos pequeninos ele declarou: “Temos de mostrar que um pensamento infantil é um pensamento que nos dá perspectiva de um mundo melhor (...). As crianças vão ter a oportunidade de manifestar-se (...) porque precisam aprender a se defender (com Amor e inteligência, alicerçados na Espiritualidade Ecumênica)”.