Guia do inverno: acompanhe essas dicas para você se cuidar no frio

O Portal Boa Vontade preparou um guia destacando o que você pode fazer para se proteger nesta época do ano.

Thayna D. Reis dos Santos

20/06/2016 às 10h46 - segunda-feira | Atualizado em 08/07/2019 às 15h29

O inverno começou! E sabemos que outros efeitos o acompanham, como as noites longas, as temperaturas mais baixas, os problemas respiratórios e entre outros. Diante disso, o Portal Boa Vontade, com o intuito de auxiliá-lo a se proteger do frio rigoroso que promete chegar neste período, preparou um guia destacando o que você pode fazer para se cuidar neste inverno.                                                                                                   

Principais doenças no inverno

No inverno ficamos mais suscetíveis a doenças respiratórias causadas por vírus. Por isso, devemos ficar atentos para que as enfermidades típicas dessa estação não nos incomode, tomando alguns cuidados simples como lavar bem as mãos e os alimentos antes de ingeri-los, não partilhar copos com outras pessoas e cobrir a boca e o nariz ao tossir e espirrar. Contudo, caso seja acometido por qualquer uma dessas doenças, a dica é procurar um médico. Lembre-se sempre: a prevenção sempre será o melhor remédio. #FicaADica

                               

Shutterstock

GRIPE

Infecção respiratória causada por um vírus, pode ser classificada em três tipos: A, B e C. O vírus Influenza A pode infectar humanos e animais, enquanto que o Influenza B e C infecta só pessoas. O tipo C causa uma gripe muito leve e não causa epidemias.

Principais sintomas: Suor excessivo, febre, dores no corpo (durando de 3 a 5 dias), dor de cabeça, fadiga e irritação na garganta.

A gripe é contagiosa e pode se intensificar, levando a outras doenças. A vacina é o melhor método de prevenção contra todos os tipos. Ah, procure um médico se os sintomas persistirem. ;)

Shutterstock

RINITE

Reação alérgica em que o organismo apresenta uma resposta imunológica diferente daquela esperada, causando alterações indesejáveis. 

Principais sintomas: Espirros; tosse; olhos; nariz e garganta um pouco avermelhados; chiado no peito.

A rinite se manifesta, comumente, pelo contato do indivíduo com ambientes alergênicas, em que predominam a poeira e o pólen, por exemplo. Acredita-se ainda na predisposição genética para que ela se exteriorize. Caso os sintomas sejam persistentes, a melhor opção é procurar o médico. E atenção: pessoas com asma, hiper-reatividade brônquica e rinite alérgica são mais propensas a desenvolver esse quadro.

                                            

Shutterstock

ASMA

Caracteriza-se pela inflamação crônica e, consequentemente, estreitamento das vias aéreas, causando dificuldade respiratória.

Principais sintomas: Tosse, falta de ar, chiado no peito, dor ou aperto no peito.

Existem exames específicos que ajudam a identificar a doença. Para tratar a asma, a pessoa deve ter certos cuidados com o ambiente, principalmente em sua casa e no trabalho. É recomendável o uso de medicações — com prescrição, claro! — e o acompanhamento médico regular.

                                                                           

RESFRIADO

É uma infecção simples que atinge o nariz e a garganta, podendo durar poucos dias ou duas semanas. Neste tipo de infecção ocorre uma grande destruição do revestimento interno das vias respiratórias pelo vírus.

Principais sintomas: Nariz com secreção intensa como água nos primeiros dias, tornando-se amarelada e espessa; obstrução do nariz, dificultando a respiração; diminuição do olfato e da gustação; dores de cabeça; e dores pelo corpo.

Nesses casos, é recomendado que se beba bastante liquido para poder hidratar o organismo. Para ficar longe dos resfriados, lave e higienize bem as mãos antes de se alimentar, mantenha os dedos longe dos olhos e nariz e não compartilhe copos e garrafas com outras pessoas.

Shutterstock

DOR DE GARGANTA

É uma reação inflamatória inicial das amígdalas para que o sistema imunológico produza anticorpos contra futuras infecções.

Principais sintomas: Infecções bacterianas causam, em sua maioria, amigdalites ou faringites, que podem ser identificadas com o aumento de volume das mesmas, vermelhidão, eventuais placas esbranquiçadas e, em alguns casos, úlceras nas superfícies das amigdalas.

O melhor tratamento será indicado pelos médicos e geralmente envolvem uso de antibióticos.

Proteja-se do frio; anote essas dicas: 

- Hidrate-se bastante com água e bebidas quentes

No inverno, por conta das baixas temperaturas, passamos a usar muitas roupas e isso faz com que a pele transpire e se desidrate. Então, ingerir líquidos nesse período é essencial para ajudar a manter e regular a temperatura do corpo.

- Cuide bem da pele e dos lábios

Nessa época as partes do nosso corpo que ficam expostas ao frio tendem a se ressecar. Sendo assim, passe bastante hidratante no corpo e nos lábios.

- Proteja as extremidades do corpo

 Ao usarmos uma touca, já evitamos a perda de 40% do calor corporal. Contudo, dependendo do frio, também deve-se usar luvas e meias, pois as extremidades do nosso corpo são grandes responsáveis pela perda de calor.

- Use camadas de roupas mais largas

Evite usar roupas justas e grossas que dificultam a circulação do corpo e nos fazem ter dificuldade nos movimentos. Ah, peças de algodão não são recomendadas no inverno. Opte por roupas de lã.

- Procure se alimentar durante o dia com intervalos mais curtos entre as refeições

Opte por pratos e bebidas quentes, como sopas e chás. Coma bastante frutas, sucos e vegetais, pois esses alimentos possuem vitaminas, sais minerais e antioxidantes que te protegerão das enfermidades típicas da estação.

- Tome banho com água morna

Nada de banhos muito quentes, hein? Uma ducha com água morna é o ideal para te manter quente, além de economizar energia.

- Mantenha sua casa entre 18° e os 21°

Evite as correntes de ar, fechando as portas dos cômodos que não estão sendo usados. Abra as janelas durante o dia para absorver a luz do sol e depois feche-as para reter a temperatura.  E não se esqueça de proteger o piso com tapetes e carpetes.

- Mantenha a prática de exercícios físicos

Eles irão te ajudar e controlar a temperatura e te ajudam contra o arrefecimento do corpo.

Neste inverno, aqueça seu coração!

Os dias no inverno são marcados pelas quedas bruscas de temperatura. E se nós, mesmo com roupas adequadas e cobertores, sofremos com o frio, imagine as pessoas quem não possuem nem um par de luvas para aquecer as mãos?

No Brasil existem centenas indivíduos em situação de rua que nesses períodos enfrentam sérios desafios para se protegerem e se alimentarem. E você pode ajudar a transformar essa realidade com uma simples ação: doando agasalhos, cobertores, luvas, gorros. Para isso siga os passos descritos abaixo e faça parte dessa corrente da Boa Vontade.

*Você pode encontrar o posto de arrecadação mais próximo clicando neste site aqui: http://goo.gl/QP3FJX

E ai, #BoraAjudar?

Em seu artigo "Caridade e estratégia", o jornalista e escritor Paiva Netto explica como uma reforma efetiva do Ser Humano pode ser determinante para a construção de um mundo melhor. Ele escreve: “Desumanidade resulta em desumanidade. Aí está, em resumo, a explicação do estado atual do planeta. Porém, com a riqueza de nosso Espírito, podemos edificar um amanhã mais apreciável. Entretanto, nenhuma reforma será duradoura se não houver o sentido de Caridade atuando na Alma".

LBV e você ajudando a mudar! 

Reginaldo de Souza
A solidariedade sempre deve permanecer no coração das pessoas. Ao doar para LBV, a sua contribuição ajuda a mudar a realidade de muitas famílias neste inverno. ♥

A Legião da Boa Vontade (LBV) promove, em períodos de frio intenso, campanhas de inverno. Neste ano, a Instituição já iniciou a campanha Diga Sim!. A ação emergencial vai entregar alimentos e cobertores a famílias que vivem em extrema pobreza e sofrem com a seca e o frio em dezenas de municípios brasileiros. E você pode entrar para esta corrente da solidariedade, basta clicar AQUI