6 medidas simples para evitar o desperdício de alimentos

Nathan Rodrigues

30/11/2017 às 10h46 - quinta-feira | Atualizado em 30/11/2017 às 11h31

Você consegue mensurar o desperdício de alimentos no Brasil? A World Resources Institute (WRI), uma instituição internacional de pesquisa, conseguiu e, acreditem, o resultado é para lá de preocupante!

De acordo com a organização, o País desperdiça, por ano, 41 mil toneladas de alimentos. Esse índice coloca o Brasil entre as DEZ nações que mais perdem alimentos NO MUNDO! :(

E esse desperdício de alimentos tem diversas implicações, estando ligado, inclusive, ao aquecimento global e a problemas de ordem financeira. Allan Boujanic, representante da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) no Brasil, informou à Agência Brasil que cerca de 30% de que é produzido no mundo é desperdiçado e perdido antes mesmo de chegar ao prato dos consumidores. Em termos econômicos, isso representa um prejuízo estimado em US$ 940 bilhões por ano, correspondente a cerca de R$ 3 trilhões.

LEIA TAMBÉM:
Representante da FAO no Brasil traça panorama da fome no mundo

Para reverter esse quadro, algumas práticas simples ~ e eficazes ~ devem ser adotadas em nosso dia a dia, como essas que o Portal Boa Vontade separou. Olhe só.

1. Lista consciente de mercado

  

Nada de comprar por impulso! Uma ótima maneira de evitar o desperdício de alimentos é ir ao mercado e comprar aquilo você que realmente precisa, não o que deseja. Essa é, inclusive, uma "norma" importantíssima da cartilha de sustentabilidade que, cá para nós, deve ser adotada o quanto antes por todas as pessoas, né? Além de auxiliar na quantidade correta de comprar o alimento, essa atitude reduz o gasto financeiro desnecessário.

2. Esvazie a geladeira

Outra sugestão que economiza tempo e dinheiro. Antes de ir ao mercado e reabastecer o seu armário com novos alimentos, coma aqueles que já estão na sua geladeira. Ao aproveitar o resto da refeição anterior, você evita o desperdício dos alimentos e ainda pode preparar um prato saboroso com o arroz que sobrou do jantar, utilizando-o, por exemplo, para fazer um bolinho. E essa é uma sugestão e tanto, que pode lhe ajudar em qualquer situação, como em datas especiais, marcadas pela fartura e, infelizmente, pelo desperdício. ;)

3. Utilize potes transparentes

Shutterstock

Ao guardar o que restou de sua alimentação em potes como esse, não correrá o risco de esquecer que aquele alimento está guardado na geladeira. Assim, você evita que ele apodreça.

4. Estabeleça regras

Crie algumas normas para serem seguidas à risca por sua família ou pelas pessoas que moram contigo. Abriu algum produto? Consuma-o até o fim antes de abrir um novo. Outra sugestão é comer todos os alimentos que você comprou primeiro. Ah, e armazene os enlatados mais novos no fundo das prateleiras, mantendo os mais velhos na frente.

5. Aposte em sucos e sopas

Shutterstock

Se você tiver alguma fruta ou legume guardando vaga por muito tempo em sua geladeira ou fruteira, não espere que fiquem impróprios para consumo. Aproveite-os para dar aqueeele upgrade em seu cardápio, fazendo sucos e sopas. Eles são, além de deliciosos, boas opções para o corpo, oferecendo boa parte das vitaminas, sais minerais, aminoácidos e enzimas que necessitamos para ter uma boa saúde. Invista SEMPRE em opções saudáveis, tá?

6. Ajude quem precisa

As outras dicas são muito úteis para que o desperdício de alimentos seja evitado, mas essa vale a pena ser bem destacada, até porque não beneficia apenas a quem receberá o ato de caridade. Se mesmo adotando essas sugestões sobre algum tipo de alimento, perecível ou não, mas que esteja em boas condições de consumo, que tal doá-lo a quem precisa?

123coolpictures
Podemos evitar que essa cena aconteça, né? Diga "não" ao desperdício de alimentos!

Pense muito nisso antes de pensar em jogar a comida fora. Há pessoas ~ e podem não estar tão distantes assim de você ~ que passam por dificuldades e fariam de tudo para ter aqueles alimentos à mesa. O jornalista e escritor Paiva Netto adverte: "A luta contra a fome, da qual o ilustre professor Herbert de Souza (1935-1997) se tornou um poderoso aríete, naturalmente reclama constantes investidas".

+ Em homenagem à Betinho, Paiva Netto escreve: "Um Cidadão chamado Solidariedade"

"(...) O irmão do Henfil (1944-1988) (guardo comigo bem-humorada e ilustrada dedicatória que o sempre lembrado cartunista — por sinal, também mineiro, de Ribeirão das Neves me enviou no seu O Diário de um Cucaracha) soube ver, através das lentes da verdade social, o que Benjamin Franklin (1706-1790) registrou nas suas meditações: 'Onde há fome, não há respeito à lei (...)'”, completou.

A fome é um problema de todos e uma das maneiras de lutar contra ela é evitar o desperdício de alimentos!

E aí, vamos fazer a nossa parte? o/