Veja como combater a insônia e ter mais qualidade de vida

Karine Salles

11/01/2016 às 15h19 - segunda-feira | Atualizado em 22/09/2016 às 16h04

Shutterstock

Depois de um dia exaustivo de trabalho, nada melhor que chegar em casa, tomar aquele banho relaxante e deitar para repor as energias. Contudo, nem todo mundo tem facilidade de pegar no sono. E é aí que começa o pesadelo: segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 40% dos brasileiros sofrem para dormir por conta da insônia.

Rolar de um lado para o outro e não conseguir ‘pegar’ no sono é a principal queixa de quem tem insônia. Porém, de acordo com o dr. Hélio Brasileiro, especialista em sono, é preciso saber identificar qual é o problema. Isso porque a irregularidade do sono costuma ser um sintoma. "É caracterizada pela dificuldade de iniciar o sono, de se manter dormindo, ou de acordar na hora. Isso pode levar ao cansaço durante o dia e à exaustão pelas noites mal dormidas”, explicou ao Portal Boa Vontade.

Como existem diversas causas, é preciso identificar a em questão e saber se está relacionada a uma doença física, mental ou a um fator ambiental, pois o tratamento da insônia deve ser de acordo com os sintomas apresentados. “Ansiedade, depressão, estresse, dor crônica, uso de medicamentos, ambiente inadequado para se dormir”, são alguns disparadores para a irregularidade do sono. Além disso, o especialista pontou que existe a “forma aprendida”, ou seja, a partir do momento em que a pessoa perde o sono e isso se repete noite após noite, cria-se uma ansiedade antecipatória, na qual ela vai ficar com medo de não conseguir dormir. Por isso, a dica do Portal Boa Vontade é que, ao chegar em casa, você relaxe! Guarde o celular em algum lugar fora do quarto, de preferência, e se for assistir a algo na televisão ou navegar pela internet, estabeleça uma horário limite, respeitando sua necessidade de sono. As luzes dos aparelhos tecnológicos também são prejudiciais ao correto funcionamento do organismo, então, deixe-os fora da cama! 

De uma forma geral, qualquer um pode ter insônia. Contudo, o especialista afirma que as mulheres tem mais insônia que os homens, e também as pessoas da terceira idade, portadores de doenças psiquiatras e trabalhadores de turnos alternados estão mais propensos.

Não dá para negar que uma noite bem dormida é essencial para revigorar as energias e ter mais disposição. O período de repouso ajuda a garantir um bom aproveitamento físico e intelectual no dia seguinte. Em média, 8 horas de descanso são o ideal para estar preparado para as muitas atividades do dia seguinte e recarregar as energias. Porém, a correria cotidiana têm feito a gente dormir cada vez menos.

"O sono é um aliado da nossa memória, da cognição e do cérebro. Para o cérebro funcionar com toda a saúde e conseguir garantir sucesso e um dia maravilhoso, é importante que ele repouse. A memória é feita principalmente no período de sono. Por isso, é importante que a gente tenha hábitos saudáveis ao dormir", alertou o neurologista Fernando Gomes Pinto, da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia.

Além da indisposição e da falta de memória, não ter uma boa noite de sono pode ser um grande fator para problemas cardiovasculares, diabetes e obesidade, de acordo com o dr. Hélio Brasileiro, especialista em sono: “Quando dormimos temos: redução da frequência cardíaca, queda da pressão arterial e tendência para recuperar alguns hormônios. E quando não dormimos não temos nada disso e mais o aumento da obesidade, pois os hormônios que regulam o alimento fazem com que você tenha mais apetite para frituras e alimentos gordurosos”.

O QUE FAZER PARA TRATAR?

O organismo lida melhor com uma rotina: dormir sempre no mesmo horário faz com que o cérebro entenda que a hora é de dormir. Uma hora antes de dormir, é recomendado fazer atividades mais tranquilas, evitar luz artificial das telas de celulares e tablets, o consumo de alimentos estimulantes e também preocupações do dia. Para facilitar, tenha um ambiente de temperatura e luminosidade adequadas, reduza tanto os estímulos visuais, com,o luzes, quanto os estímulos de trabalho. Em alguns casos, as pessoas recorrem a remédio para dormir, mas é preciso tomar cuidado. Antes de mais nada, ‘tem que fazer uma história clínica desse paciente para o tratamento adequado”, reforçou o especialista em sono Hélio Brasileiro. 

Nós do Portal Boa Vontade acreditamos que a frequência dos pensamentos antes de dormir deve ser elevada, a fim de alcançarmos uma noite de sono tranquila. Cabe aqui importante recomendação do Irmão Dr. Bezerra de Menezes (Espírito), publicada na revista Jesus Está Chegando!, (ed. 107): "Quando forem dormir, não se esqueçam de mentalizar os Anjos Protetores*, mentalizar Jesus, pedindo a Deus que os ajude". Por isso que a Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, desde seus primórdios, orienta a realização da prece como forma para se alcançar tranquilidade e elevação espiritual em todos as circunstâncias da vida.