Diálogo é primordial na prevenção ao suicídio; saiba reconhecer os sinais

Janine Martins

08/09/2017 às 15h25 - sexta-feira | Atualizado em 09/09/2017 às 13h47

Shutterstock

Já parou para pensar que todas as pessoas que chegaram ao extremo de tirar a própria vida têm família, amigos, colegas de trabalho? Mas o que leva uma pessoa a fazer essa terrível escolha? Saiba que alguns sinais podem ser observados com antecedência para ajudar a evitar o suicídio.

Esses alertas, que nós listamos abaixo, podem ser sutis ou nem tanto, mas não podem ser ignorados. Uma tentativa frustrada pode representar um pedido de ajuda de alguém que não está conseguindo lidar com alguma dor que está sentindo, que pode ser um problema no trabalho, uma separação amorosa, bullying na escola, enfim.

 

Arte: Gabriel Estevão

 

Entenda por que o suicídio traz graves consequências ao espírito

- "Resista ao desespero!": um brado pela Vida e contra o suicídio

“A gente pensa que o suicida quer morrer, mas na verdade não é isso. Quem pensa em morte está numa situação tão complicada que vê na morte uma saída”, explicou a psicóloga Cristina Moura em entrevista à Super Rede Boa Vontade de Rádio. Há quem anuncie, tente. Existe também quem não fala, mas se mostra triste, busca estar mais só, muda de comportamento. Por mais que pareça, a morte não é o fim. A vida continua, porque “não há morte em nenhum ponto do Universo”, como ensina a Religião do Terceiro Milênio. Há frases ditas pelas pessoas que também podem indicar que o desespero está batendo à porta, veja abaixo algumas delas:

Arte: Gabriel Estevão

Precisamos falar sobre suicídio

O tabu em cima do tema acaba impedindo que falemos sobre ele, e o diálogo é fundamental na sua prevenção. Oferecer apoio e um outro olhar sobre a causa de tanta dor, se mostrar como alguém que está ali para ouvir e aconselhar, pode fazer muita diferença nessa hora.

Já ensinava o saudoso poeta Alziro Zarur (1914-1979): “O suicídio não resolve as angústias de ninguém”. E o  jornalista Paiva Netto, ciente da continuidade da vida, também explica: "Suicídio é fuga. Só aumenta os tormentos de quem o pratica. Aquele que foge dos seus problemas, efetivamente será prisioneiro deles".

Dentro de casa, a união em família é um dos caminhos para vencer esse momento. Contudo, a especialista Cristina Moura pondera que nem sempre o relacionamento familiar permite essa aproximação: “Há muitos casos em que a família nem sabe que esta pessoa estava num quadro depressivo ou que existia algum plano para isso”.

Buscar, por meio do diálogo franco e aberto, saber o que se passa com as pessoas que queremos bem, em nosso lar, e também os nossos amigos, pode ser um passo importante para ajudar nesses momentos em que o desespero bate à porta. Afinal, não estamos em seus destinos por acaso.

Ter uma relação com confiança pode ajudar a pessoa que se vê nessa situação a buscar auxílio. Só que esse vínculo não é criado de uma hora para outra, e precisa ser cultivado no Lar. A recomendação da psicóloga Suzy Camacho, autora do livro Guia Práticos dos Pais (Paulinas) é que, em família, isso aconteça em momentos nos quais seja possível um encontro entre os todos os membros familiares.

“Principalmente sentados à mesa, durante as refeições, conversar sobre como foi o dia, o que fez, como brincou, quais foram as atividades realizadas. À noite, também, na hora de dormir, é sempre importante dar aquele beijo de boa noite”. 

Nestes momentos, segundo a especialista, é importante mostrar interesse pelos sentimentos dos filhos: “Perguntar como foi o restante do dia, que sentimento aquela criança está tendo: se ela está feliz; se ela está triste. Se perceber que ela está triste, perguntar por que ela está triste, perguntar o que está acontecendo. Então, é importante criar esse hábito de conversar”.

Sempre há esperança. Se você conhece alguém que passa por isso, ofereça amparo, ajude-a a ver seu próprio valor. Listamos abaixo também algumas recomendações que podem lhe ajudar a saber o que fazer. Caso você enfrente uma situação assim, busque ajuda.

Arte: Gabriel Estevão

Nada melhor para fortalecer a esperança do que falar com Deus. Encontre na oração a força para ajudar quem precisa lutar e vencer o desânimo e também inspiração para saber o que falar nesse momento delicado. Indicamos a você a página de Orações da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo. Compartilhe com seus amigos e familiares.